VÍDEO | Afinal, por que os ciclistas raspam as pernas?

Ciclista giant alpecin pernas raspadas depiladas

Quando você começa a pedalar, os veteranos do pedal olham para você e dizem: “Não vai raspar essa perna aí, não!? É ciclista ou não é?!”. Em seguida, você fica curioso em saber o motivo e logo vem à dúvida: por que ciclistas se depilam? Conheça os três principais motivos:

Facilidade

Pernas sem pelos são mais fáceis para passar filtro solar. Tente passar o creme com os pelos, ainda mais com aquela ansiedade de começar logo o pedal. Você ficará furioso querendo passar rápido o protetor e provavelmente ficará manchado! Além disso, para alguns ciclistas (leia-se semiprofissionais e profissionais) pernas sem pelos facilitam a massagem pós treino e prova;

Precaução & Higiene

A ausência de pelos facilita o tratamento das feridas e diminui um pouco a chance de infecção;

Aerodinâmica

Mito ou verdade? Verdade! A Specialized em 01/jul/2014, realizou um teste*: peludos vs raspados. Os resultados comprovaram que, em um percurso de 40km, os ciclistas depilados/raspados são cerca de 70 segundos (ou 1 minuto e 10 segundos) mais rápidos do que ciclistas peludos! Ou seja, vale muito mais investir em uma maquininha e raspar os pelos do que investir em um quadro aero, saiba mais no post “Rodas, roupa, quadro ou capacete? Onde investir para obter melhor desempenho?“.

Há outros motivos? Sim. Triatletas, por exemplo, além dos motivos acima, raspam as pernas para diminuir a resistência da água no corpo durante o nado. Outros ciclistas raspam por uma questão estética, vaidade e etc…

Mas e aí?! O que achou desses três principais motivos? Comente, queremos saber sua opinião!

Gostou? Compartilhe com os amigos e amigas!

Até a próxima!

Equipe blogbikebazar

 

Sobre Equipe blogbikebazar 108 Artigos
Somos um grupo de amigos da cidade de São Paulo, apaixonados por bikes, ciclismo e triathlon. Pedalamos há mais de 16 anos e queremos compartilhar com vocês, ciclistas iniciantes e profissionais, nossas experiências adquiridas!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*