Brasil Ride tem título de Henrique Avancini e dobradinha Shimano nas categorias das Américas

Henrique Avancini na etapa decisiva da Brasil Ride (Ney Evangelista / Brasil Ride)
Henrique Avancini na etapa decisiva da Brasil Ride (Ney Evangelista / Brasil Ride)

A disputa da Brasil Ride, ultramaratona com o serviço de Suporte Neutro da Shimano, foi bastante proveitosa para os ciclistas da marca japonesa no País. Henrique Avancini e o alemão Manuel Fumic, da Cannondale Factory Racing, foram o principal destaque, ao conquistarem a Camisa Amarela, de dupla mais rápida do evento, após sete dias de prova em Arraial d’Ajuda, Porto Seguro (BA), e em Guaratinga (BA). Ainda na open, Lukas Kaufmann e Sherman Trezza, da Cannondale Brasil Racing, ficaram em quarto lugar no geral, levando para casa o título de melhor dupla das Américas. Esta mesma conquista foi obtida por Viviane Favery e Marcella Toldi, da Cannondale Brasil Women, vice-campeãs na elite feminina.

O título de Henrique Avancini e Manuel Fumic começou a se desenhar apenas na quarta etapa, a Rainha, quando a dupla garantiu a primeira vitória após três segundas colocações. Assim, na metade final da ultramaratona, a dupla apenas administrou na prova mais longa, com 140 km na quinta corrida, quando repetiu outro segundo lugar, para, na sequência, vencer as duas etapas finais. O tempo total de Avancini e Fumic foi de 21h07min53seg, seguidos de Tiago Ferreira (POR) e Hans Becking (NED), e Alexey Medvedev (RUS) e Francesco Failli (ITA), em segundo e terceiro lugares do pódio, com os tempos de 21h13min03seg e 21h25min10seg, respectivamente.

“Sinceramente, estou super feliz. Este título é a cereja do bolo da temporada de 2018, uma etapa super especial da minha vida, ainda mais por eu ter entrado no grupo dos tricampeões da Brasil Ride, ao lado do meu amigo Jiri Novak (CZE). Completar essa ultramaratona três vezes é difícil, mas ser campeão dela em três oportunidades, eu posso garantir, é mais ainda. Primeira vitória em dupla com o Fumic, um cara especial para minha carreira e que tenho um carinho enorme. O valor é absurdo”, comemorou Avacini, ciclista que tem sua bike equipada com o grupo Shimano XTR de 12 velocidades.

Com a quarta colocação geral, Lukas Kaufmann e Sherman Trezza garantiram o título das Américas, inédito na carreira de Lukas e a terceira conquista de Sherman na prova, após ter vencido no geral em 2013 e nas Américas em 2016. “Estamos super satisfeitos com o resultado, neste que foi o primeiro ano em que o Lukas e eu competimos juntos. Temos muito pela frente e, com certeza, voltaremos juntos no ano que vem para tentar outro bom resultado”, disse Sherman. “Semana muito boa para a dupla. Mantivemos uma consistência muito boa e andamos em um nível muito próximo dos demais adversários e isso nos ajudou demais”, contou Lukas.

Sherman Trezza, Lukas Kaufmann, Roel Paulissen e Hugo Prado Neto (Marcelo Rypl / Brasil Ride)
Sherman Trezza, Lukas Kaufmann, Roel Paulissen e Hugo Prado Neto (Marcelo Rypl / Brasil Ride)

Entre as mulheres, as espanholas Sandra Santaynes e Anna Ramirez foram as mais rápidas no acumulado, com o tempo total de 28h19min25seg. O vice-campeonato de Viviane Favery e Marcella Toldi, e consequente título das Américas, veio com o total de 28h51min. “Muito emocionada com os dois resultados. Há sete dias atrás não tínhamos favoritismo, nem para brigar pelo título geral, nem pelas Américas. Controlamos o ritmo e fomos bem sucedidas. Respeitamos a prova, o percurso e o equipamento. Foi desgastante, cansativo, mas conseguimos”, vibrou Vivi.

Marcella Toldi e Viviane Favery (Wladimir Togumi / Brasil Ride)
Marcella Toldi e Viviane Favery (Wladimir Togumi / Brasil Ride)

Demais resultados – Outros atletas Shimano também estiveram presentes na disputa da principal ultramaratona de mountain bike das Américas. Entre os homens, completaram a disputa Hugo Prado Neto (Cannondale Brasil Racing) ao lado do belga Roel Paulissen, na sexta posição, Wolfgang Olsen e Edson Rezende, da Caloi Avancini Team, no sétimo lugar; Ricardo Pscheidt (Trek/Shimano/Giro 29) ao lado do venezuelano Yonathan Mejia, em 13º lugar; Mario Veríssimo e Kennedi Lago, da Squadra Oggi, em 14º, e Luiz Eduardo Marcondes (Squadra Oggi) competindo com Rodrigo Silva, na 16ª colocação. Entre as mulheres, Karen Olimpio (Squadra Oggi) também esteve na prova, finalizando em sexto lugar.

Clique nas imagens para ampliar

Suporte Neutro Shimano –  Como de costume desde a primeira edição da Brasil Ride, a competição, considerada uma das mais difíceis ultramaratonas de MTB do mundo, contou com o Suporte Neutro da Shimano, apoio técnico aos inscritos em provas, independente da marca da bicicleta, componentes e patrocinadores. O serviço, presente nas principais competições do País, é feito, a partir deste ano, em parceria com a Blue Cycle Distribuidora (distribuidor exclusivo da Shimano no Brasil).

Clique nas imagens para ampliar

Novidade Shimano – Em 2018, a Shimano lançou o XTR M9100 e atendeu o pedido dos fãs com a configuração de 12 velocidades, trazendo muitas outras inovações. O grupo apresenta um cassete totalmente inovador com pinhões de amplo alcance de 10-45D ou 10-51D, freios com 2 ou 4 pistões, e um novo cubo com a nova tecnologia Shimano Micro Spline. Um novo projeto de configuração de freios e alavancas, que permite ao cic30lista posicionar seus comandos, incluindo a alavanca de canote retrátil de selim “dropper post” XTR, em uma situação otimizada para máximo conforto e acionamento rápido.

FONTE – SHIMANO
Sobre Equipe blogbikebazar 162 Artigos
Somos um grupo de amigos da cidade de São Paulo, apaixonados por bikes, ciclismo e triathlon. Pedalamos há mais de 16 anos e queremos compartilhar com vocês, ciclistas iniciantes e profissionais, nossas experiências adquiridas!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*