Existe dieta ideal para ciclista?

dieta para ciclistas
Existe dieta ideal para ciclistas?

A informação nunca teve tanta velocidade como agora. O que nos traz diversos benefícios, porém também nos leva a ter de lidar com uma “desinformação” coletiva enorme.

A Nutrição é uma das áreas mais afetadas, pois diariamente são divulgadas inúmeras dicas por meio de praticantes de atividade física, coachs, profissionais de outras áreas ou blogueiros do mundo fitness.  Na medida em que essas informações ganham as redes sociais, crescem também as dúvidas:

  • Qual a dieta ideal para mim?
  • Dieta Low carb, cetogênica, paleo, high carb?
  • Qual será a melhor dieta?

Vamos esclarecer algo. Não importa se você é ciclista profissional, amador ou até mesmo um sedentário que planeja pedalar…. Há uma dieta para você!

Toda e qualquer estratégia nutricional deve ser avaliada, periodizada e individualizada. Não existem alimentos milagrosos ou protocolos revolucionários. Nenhum alimento engorda ou emagrece! Cada indivíduo é único e precisa ser avaliado segundo as suas individualidades bioquímicas, suas demandas e saúde celular.

Nenhum protocolo (Dieta Low carb, cetogênica, paleo, etc.) deve ser realizado sem orientação de um nutricionista habilitado. Embora haja relatos de diversas melhoras clínicas com alguns desses, o paciente deve ser periodicamente reavaliado para que sua estratégia nutricional seja assertiva e coerente com suas particularidades clínicas, psíquicas e emocionais.

A educação alimentar é um processo que exige tempo, mas que trará resultados benéficos a longo prazo.  A qualidade de vida deve ser nossa maior prioridade.

Você deve estar se perguntando a respeito do carboidrato, já que o glicogênio é o substrato essencial durante o exercício intenso, por exemplo no ciclismo. Consumir ou não consumir? Quanto devo consumir?

Para responder a essas perguntas, precisamos saber alguns dados individualizados do paciente. Como dissemos, a prescrição deve ser individual e intransferível. Vale ressaltar que essas recomendações também dependem da duração e intensidade absoluta do exercício.

A ingestão de carboidratos pode ocorrer de diversas maneiras como em gel, em bebidas esportivas, barras, gomas, alimentos naturais, mouth rinse* entre outras. Podemos combinar estratégias para cada necessidade. E é importantíssimo lembrar que essas estratégias precisam ser treinadas com prazo confortável para evitar ocorrências e desconfortos durante a prova.

American College of Sports Medicine possui diversas recomendações para o consumo de macronutriente e suplementos. Vamos conversar mais sobre isso no próximo post, ciclistas!

Até lá!

Profa. Nayara Cavalcanti
Nutricionista
Nutrição Esportiva Funcional
MBA Marketing Estratégico
Coord. de Bacharel em Nutrição na Universidade Metropolitana de Santos – UNIMES
(13) 3288-2254

* enxágue bucal com carboidrato.

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista dos demais colunistas do blogbikebazar.
Sobre Nayara Cavalcanti 3 Artigos
Graduada em Nutrição, pós graduada em Nutrição Esportiva Funcional, possui MBA em Marketing e é mestranda em Ciências da Saúde. Possui experiência em esporte desde 2008. Atuou como nutricionista de equipe profissional de ciclismo em 2009/2011 (Memorial de Santos). Atualmente acompanha equipes/assessorias de ciclismo amador (icycle 013 e vello48), é nutricionista do clube de futebol Portuguesa Santista, coordena o curso de Nutrição da Universidade Metropolitana de Santos e atua em consultório com foco em esporte.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*