Karen Olimpio e Giuliana Morgen são campeãs no Mineiro de Maratona MTB

Ciclismo Feminino

Karen Olimpio no topo do pódio em Lagoa da Prata (Thiago Lemos / Divulgação)
Karen Olimpio no topo do pódio em Lagoa da Prata (Thiago Lemos / Divulgação)

As ciclistas Karen Olimpio (Squadra Oggi) e Giuliana Morgen (Sense Factory Racing) estiveram entre os principais destaques femininos do Campeonato Mineiro de Mountain Bike Maratona (XCM), em Lagoa da Prata (MG), prova que contou com o Suporte Neutro da Shimano, oferecido em parceria com a Blue Cycle Distribuidora. A mineira Karen faturou o título da super elite feminina e a petropolitana Giuliana foi a vencedora da disputa reduzida, na categoria juvenil.

Na disputa de Karen Olimpio, o percurso teve 67 km e 1.143 m de altimetria acumulada. “O percurso contou com bastante estradão de terra, mas também tinha trilhas difíceis, o que compensou as partes planas e a altimetria baixa da região. Larguei bem, mas não me senti como gostaria no início. Meu estômago não estava aceitando bem o uso de gel carboidrato e nos primeiros 40 minutos tive dificuldades. No entanto, no km 25 consegui atacar e fui melhorando aos poucos, diminuindo a sensação de mal estar. Estou muito feliz com meu desempenho ao final da prova e com um título que para mim tem significado especial”, avaliou Karen.

Já na prova realizada com a distância reduzida, foram 45 km e pouco mais de 600 m de elevação. “O Campeonato Mineiro de MTB foi bastante duro, porque acabou fazendo muito calor durante a prova inteira. Mesmo assim, consegui ter bom desempenho e garanti mais um título na temporada. A organização está de parabéns, porque foi um evento realmente diferenciado”, destacou Giuliana.

Giu Giu comemora o título mineiro de maratona (Thiago Lemos / Divulgação)
Giu Giu comemora o título mineiro de maratona (Thiago Lemos / Divulgação)

Abierto Across Internacional – Paulistana radicada em Mogi das Cruzes (SP), a ciclista Viviane Favery (Cannondale Brasil Racing) representou o Brasil neste fim de semana no Abierto Across Internacional, em Córdoba, na Argentina, e concluiu a prova na sexta colocação. Classificada como UCI S2, a competição ofertou 80 pontos para os campeões das elites nos rankings olímpico e mundial, e foi realizada em três etapas: o contrarrelógio (XCT) em um circuito de 6 km; o short track (XCC), em uma pista reduzida de aproximadamente 1,5 km; e a principal disputa, o cross country olímpico (XCO), com 9 km por volta.

Vivi Favery na Argentina (Marcelo Rypl / marcelorypl.com)
Vivi Favery na Argentina (Marcelo Rypl / marcelorypl.com)

Na disputa feminina, a dobradinha foi argentina, com vitória de Paula Quiros e o vice de Agustina Apaza. Outra brasileira em ação foi a goiana Raiza Goulão, que completou o top 3 do pódio na somatória das três etapas. “O Abierto Across Internacional representou mais um excelente experiência para mim. Pude constatar uma evolução nítida comparando a primeira prova do calendário de cross country olímpico neste ano com esta que encerra para mim a atual temporada nesta modalidade do MTB”, contou Vivi Favery.

Espaço das mulheres – A Shimano dá destaque especial a suas atletas, com releases, postagens em mídias sociais, eventos, entre outras ações de comunicação específica para o público feminino. O objetivo é difundir ainda mais o ciclismo feminino e dar atenção às ciclistas que crescem em quantidade e nível de profissionalismo a cada temporada.

Karen Olimpio no topo do pódio em Lagoa da Prata (Thiago Lemos / Divulgação)
Karen Olimpio no topo do pódio em Lagoa da Prata (Thiago Lemos / Divulgação)

Novidades Shimano – Em 2018, a Shimano fez o lançamento do tradicional grupo de ciclismo de estrada 105 R7000, totalmente remodelado: são novas tecnologias herdadas do Dura-Ace, alavancas de STI adequadas para mãos menores (de mulheres por exemplo) e freio a disco hidráulico – finalmente regulamentado pela Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC). Vale destacar que o ciclismo de estrada é uma modalidade bastante praticada por atletas de MTB, como complemento aos treinos.

Também neste ano, a marca lançou o XTR M9100 e atendeu o pedido dos fãs com a configuração de 12 velocidades, trazendo muitas outras inovações. O grupo apresenta um cassete totalmente inovador com pinhões de amplo alcance de 10-45D ou 10-51D, freios com 2 ou 4 pistões, e um novo cubo com a nova tecnologia Shimano Micro Spline. Um novo projeto de configuração de freios e alavancas, que permite ao ciclista posicionar seus comandos, incluindo a alavanca de canote retrátil de selim “dropper post” XTR, em uma situação otimizada para máximo conforto e acionamento rápido.

Fonte: bike.shimano.com.br
Sobre Equipe blogbikebazar 146 Artigos
Somos um grupo de amigos da cidade de São Paulo, apaixonados por bikes, ciclismo e triathlon. Pedalamos há mais de 16 anos e queremos compartilhar com vocês, ciclistas iniciantes e profissionais, nossas experiências adquiridas!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*