Treino indoor vs Treino outdoor por Leonardo Pertence.

treino indoor vs treino outdoor o que é melhor
Foto: pixabay
Texto escrito por Leonardo Pertence, Mestre em Biodinâmica do Movimento Humano pela Universidade Federal de Juiz de Fora.

Olá, galera do pedal! Hoje vou falar um pouco sobre o treino indoor vs treino outdoor.

Em alguns momentos da vida, de forma definitiva ou temporária, não teremos todo tempo disponível que gostaríamos para se dedicar aos treinos.

Seja por compromissos de trabalho ou por questões familiares, ou até mesmo por razões mais simples como uma frente fria que chegou trazendo vários dias de chuva.

Sppining ou treino indoor. Foto: pixabay
Sppining ou treino indoor. Foto: pixabay

Sendo assim, quem tem pouco tempo para treinar, precisa lançar mão de algum meio que possibilite a manutenção da forma física de maneira satisfatória.

Uma alternativa bem conhecida e utilizada por todos nos ciclistas é a prática de treinos de indoor. Seja no rolo livre, no rolo fixo ou em bikes de spinning, esta é uma estratégia que vem ganhando novos adeptos a cada dia.

Apesar das semelhanças, pedalar no rolo e pedalar na rua são atividades parecidas, porém o praticante destas atividades pode perceber pequenas diferenças e se perguntar:

  1. Por que o treino no rolo parece ser mais cansativo do que o treino na rua?
  2. Por que parece ser mais fácil manter as zonas de treinos prescritas pelo meu treinador durante o treino de rolo?
  3. Como aproximar o treino indoor do treino outdoor?

Então vamos lá…

1. Por que o treino no rolo parece ser mais cansativo do que o treino na rua?

O treino indoor é mais desgastante do que o treino realizado na estrada, quando comparados tempo e intensidade.

Durante o treino indoor o ciclista não sofre com as variações do terreno (descidas, obstáculos e etc.) fazendo com que o treino seja mais estável. Durante uma descida o ciclista pode aplicar menos força aos pedais. No treino indoor, o ciclista precisa aplicar força nos pedais o tempo todo para que a bicicleta continue em movimento, caso contrário não será possível manter-se equilibrado.

Outro fator que aumenta o desgaste físico durante os treinos indoor é que neste tipo de atividade, a posição do ciclista varia muito pouco mesmo quando o treino é executado em um rolo de equilíbrio.

Treino outdoor. Foto: pixabay
Treino outdoor. Foto: pixabay

Quando pedalamos “na rua” fazemos mudanças a todo o momento para nos adaptarmos melhor a cada variação do terreno, possibilitando que porções e grupos musculares diferentes sejam solicitados. Já no treino indoor o mesmo não acontece, o ciclista está trabalhando constantemente o mesmo grupo muscular por um longo período de tempo.

2. Por que parece ser mais fácil manter as zonas de treinos prescritas pelo meu treinador durante o treino de rolo?

Torna-se mais fácil manter dentro das zonas de treino justamente pela estabilidade do treino indoor. Sem a variação de terreno fica muito mais fácil manter os parâmetros predeterminados em uma planilha de treino (velocidade, frequência cardíaca e potência).

3. Como aproximar o treino indoor do treino outdoor?

Procure utilizar cadências variadas. Alterne períodos de tempo com altas e baixas cadências.

Varie a posição ao pedalar. Pedale em pé e sentado (caso você tenha habilidade para isso).

Fazer treinamento intervalado é uma maneira interessante de tornar o treino indoor mais variado e menos monótono também.

Lembre-se! Procure respeitar seus limites. Procure sempre a orientação de um profissional de Educação Física.

Até mais!

Leonardo Pertence
Mestre em Biodinâmica do Movimento Humano pela Universidade Federal de Juiz de Fora

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista dos demais colunistas do blogbikebazar
Sobre Equipe blogbikebazar 162 Artigos
Somos um grupo de amigos da cidade de São Paulo, apaixonados por bikes, ciclismo e triathlon. Pedalamos há mais de 16 anos e queremos compartilhar com vocês, ciclistas iniciantes e profissionais, nossas experiências adquiridas!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*