O ciclismo é o meu esporte! Disciplina e Superação! Que venha 2018!

amor ao ciclismo discplina superação
Foto: pixabay

Normalmente as histórias dos ciclistas se confundem em sua essência: quase todos andam de bike desde a infância, e a bicicleta sempre fez parte variando apenas na intensidade.

Minha história é diferente! Nunca fui muito ligado ao mundo da bike. Meus irmãos sempre andaram de bicicleta, desde pequenos. Por ser o caçula, talvez, acabei não aproveitando essa fase, já que meu irmão Rodrigo teve um acidente feio quando tinha 11 anos. Acho que esse fato me distanciou um pouco da bicicleta.

Por conta disso, sempre busquei outros esportes. Foi um processo natural: fiz capoeira, karatê, andei por muitos anos de patins e nos últimos anos comecei a praticar corrida de rua.

Em 2012, mudei de SP e vim morar no DF, fato que me tirou, ao menos temporariamente, de vivenciar mais de perto os pedais realizados pelos meus irmãos Eduardo e Rodrigo. Afinal, foi nesse período que eles começaram a encarar de forma mais séria a rotina de treinos de bike, sempre visando às competições de ciclismo, duathlon e até mesmo triathlon.

Mas em 2017, a bike entrou com tudo em minha vida. Em setembro, em uma de minhas viagens pra SP para visitar a família, recebi um convite de meu irmão Rodrigo: “Bora fazer um duathlon?”.

Prontamente respondi que sim, sem sequer saber o que iria encontrar!

Sem treino, sem nunca ter pedalado, fui para a prova! Na corrida eu sabia que não teria maiores problemas. Afinal, correr, ao menos nos últimos anos, sempre fez parte da minha rotina.

Pra mim tudo era mágico, tudo era novo. A preparação para a prova, a preparação da bike na transição de uma modalidade para a outra. Tudo me fascinava! Terminei a corrida de 5km e fui para a transição pegar a bike de MTB que meu irmão havia me emprestado. Seriam os primeiros 20km em cima de uma bicicleta!

Leia também:

Que sensação incrível! 20km concluídos com sucesso! E ainda faltavam os outros 2,5km de corrida para finalizar o Duathlon. Não estava acostumado com aquilo. Meus músculos doeram em claro sinal de que uma cãibra apareceria, mas fui até o fim conversando com meu corpo:

“Não vou parar! Não vou desistir! Vou até o fim! Não vou parar! Nem que eu termine me arrastando, vou cruzar a linha de chegada!”.

Nesse momento, faltando pouco mais de 1,5km, veio em minha mente uma frase do Chefe, o mestre Ayrton Senna, o qual tenho muita admiração:

“You train your body to do what you want to do, not what your body wants to do. So you put your body on the limit, in many occasions. And you train your mind for the same thing, to do what you should do as a professional, as an athlete, as a sportsman, and not what your mind wants to do”

(“Você treina o seu corpo para fazer o que você quiser, não o que ele quer. Então você leva seu corpo ao limite em muitas ocasiões. E você treina sua mente para a mesma coisa, para fazer o que você deve fazer, em sua vida profissional, como atleta, como esportista, não o que sua mente quer fazer”).

Nunca essa frase fez tanto sentido em minha vida! Claro que para muitos essa distância pode ser um nada, mas significou muito pra mim.

Logo que voltei para Brasília, comentei com meus irmão sobre minha empolgação e sobre a decisão que havia tomado: o ciclismo se tornaria meu esporte!

Leia também:

No fim de semana seguinte, peguei uma bicicleta que estava guardada em casa e fui andar. Foram 50km sofridos. Bike pequena, sem qualquer conforto, sem nada a oferecer, mas que foi capaz de estabelecer com certeza que era o que eu queria.

No mesmo fim de semana, meus irmãos participaram do L’Étape Brasil, em Cunha/SP. Passei a semana vendo vídeos no YouTube e todos os depoimentos tinham em sua essência a mesma mensagem: superação dos próprios limites.

Foi o que eu precisava! Havia decidido! O ciclismo é o esporte que sempre procurei a vida toda. Essa ideia de superação sempre me despertou admiração. O controle da mente para chegar ao fim de uma prova, quando o corpo já não aguenta mais, sempre me fascinou. Queria isso pra mim!

E foi em 28 de setembro, adquiri minha Calozinha Racing Strada 2017. Comprei após muitas pesquisas. Me simpatizei por essa bike que tem excelente custo-benefício. Enfim! Comprei!

caloi r strada 2017 letape brasil amor ao ciclismo
28 de setembro/2017. Dia em que comprei a minha bike!

Que sensação! No mesmo dia, sem qualquer tipo de equipamento (apenas capacete!), estava em cima da bike: 20km rodados, não vi o tempo passar. E mais uma vez estava diante da mesma certeza: achei meu esporte! O Ciclismo!

De lá pra cá, foram muitas horas em cima da minha Caloizinha, comprei até um rolo de treino pra pedalar nos dias de muita chuva aqui em Brasília.

amor ao ciclismo disciplina e superação bike rolo de treino
Rolo de Treino para dias de chuva

Para vocês terem uma ideia, a bike fica praticamente 100% do tempo dentro do meu carro, pois todo dia é dia de bike! Após o trabalho, antes de ir pra casa, parada obrigatória no Parque da Cidade para girar alguns bons quilômetros.

caloi r strada letape amor ao ciclismo
Todo dia é dia de bike!

Aproveito esse espaço para dizer MUITO OBRIGADO meus irmãos, por terem me apresentado o Ciclismo. MUITO OBRIGADO por me devolverem a alegria de praticar um esporte. Amo vocês!

Obs.: já fiz minha inscrição no Letape Brasil 2018, em Campos do Jordão!

E que venha 2018! Com muita Disciplina e Superação!

Felipe Mendes – @rumo_ao_parquet
Ciclista, pós-graduado em Ordem Jurídica e Ministério Público, pela Fundação Escola Superior do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios

 

Os textos, informações e opiniões publicados nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista dos demais colunistas do blogbikebazar.

 

Sobre Felipe Mendes 7 Artigos
Formado em Direito. Servidor Público há quase 5 anos. Atualmente é Chefe da Assessoria Jurídica do Instituto de Defesa do Consumidor (PROCON/DF). Aguardando nomeação para o Cargo de Delegado de Polícia Civil do Distrito Federal. Possui Pós-Graduação em Ordem Jurídica e Ministério Público, pela Fundação Escola Superior do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios. Criador do portal de conteúdo @rumo_ao_parquet no Instagram. Começou a pedalar recentemente, em outubro de 2017, mas sempre foi praticante de esportes.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*